Friday, May 15, 2009

De como o fim, às vezes, é um bom começo.

acontece que
nem todos são feitos para ficarem juntos.

às vezes o bom junto é o bem separado.

não há ninguém escrevendo a nossa história,
enchendo-a com todas as besteiras
que vem quando achamos que há o tal do amor.

acontece que
às vezes o melhor realmente acontece
quando ninguém espera que aconteça, na tristeza, na escuridão.

o mundo nunca parou,
o sol ainda não se tornou vermelho,
ainda não chegamos ao fim de toda a existência.

temos que continuar indo em frente,
indo além do que fomos ontem
e sonhando ir além do que iremos amanhã.

ora, a vida é tão breve para pararmos e ficarmos pensando
na morte de um amor,
no fim de um amor.

porque admito, amor, como tudo nessa vida,
acaba.
acaba antes mesmo do seu fim, acaba quando não se espera,
acaba quando deixa-se de notá-lo como antes se notava.

e a vida não é amor,
se o fosse seria tão limitada.

é mais que isso,
mais que palavras podem algum dia descrever.

2 comments:

Lah. said...

"e a vida não é amor,
se o fosse seria tão limitada.

é mais que isso,
mais que palavras podem algum dia descrever."

só posso dizer que concordo plenamente.

Anonymous said...

Uma das melhores que já publicou! =D